Iguais

31 de out de 2012


Já era quase meia noite quando Renier ligou, sua voz era mansa e inesquecível, enquanto ele dizia sentir saudades minha mente se lembrava do cheiro de seu perfume, dos detalhes de seu rosto, de como ele era carinhoso, foram mais ou menos vinte minutos de prosa, sem que ele notasse questionei onde ele estava, conhecendo já minha personalidade, entre risos disse que estava em casa deixando-me bem claro que estava só, sentei-me a cama olhei para o teto e questionei meus pensamentos, ir ou não ir? Sem nem pensar muito tomei meu banho, coloquei uma bermuda e sem camisa mesmo fui ao encontro dele, passei em uma adega e comprei um vinho que ele gostava, e aproveitando o lugar levei a taças que me agradava , uma só para que fosse algo estratégico . Sem comunicar minha chegada  , me lembrei aonde ele tinha costume de guardar as chaves de casa, e não era que estava no mesmo lugar? Debaixo do tapete lateral , entrei sem fazer muitos barulhos e notei ele deitado, parei e observei , na realidade contemplei aquele monumento humano , sem nem se quer olhar para mim , ele disse
- Estava te esperando,  seu cheiro veio me perturbar, eu saiba que você viria ao meu encontro!
Fiquei assustado com tamanha percepção, não fiz barulho, e eu acho que quem era a vitima nesta noite  era eu , Renier conseguia me manipular  facilmente , ele conhecia minhas façanhas, minhas artimanhas, sem dar uma palavra, me acheguei passei as mãos por suas costas nuas , abri o vinho , e derramei uma taça dele sobre suas costas , elas tão desenhadas e curvilíneas , não havia  taça melhor que seu próprio corpo , e me embriaguei naquele vinho caro, e em seu charme barato que me conquista, que me contorce,  que me traz pensamentos de volúpia , suspiros ofegantes.(...) E tocou meu celular, já era 7 da manha , não queria acorda-lo , levantei , peguei o carro,  passei na padaria mais próximas , comprei algo para que ele comesse ao se levantar,  deixei um bilhete , a taça , o resto do vinho que sobrou , para que ao olhar ele entenda, que para mim a melhor noite começa um vinho , e termina no nascer do sol.
E dessa vez,  quem teve o domínio , fui Eu!

Devaneios de amor

28 de out de 2012



Eu acho que dessa vez, quem se empolgou foi ela, com sonhos que lhe tiravam os pés do chão , que lhe fazia mergulhar em um mundo que na realidade, não existia, como se tudo que lhe fora planejado , lhe gera-se uma segund
a vida, uma capsula protetora, um sub mundo , enquanto ela sonhava, ele planejava coisas tão pés no chão, enquanto ela dizia que amava de uma forma incondicional, ele dizia meras palavras, pode até ser que havia sentimento, pode até ser que há amor, mais não a preenche, nao enche, não a toma pelos braços e consome, falta algo? não nele, talvez nela! a maturidade ao sonhar, há lei para os sonhadores, ela queria mais, um mais que ele não poderia disponibilizar, ela queria beber ele em um gole só , e poder declarar aos 7 ventos, que de fato ele era dela, enquanto ele, só dizia, que a amava, parecia sem sede, sem fome , não fome de prazer sexual , mais era como se cada um estivesse desenhando uma vida para cada lado da trilha. e não poderia ser assim, quando se ama, se caminha junto, se sonha junto , se deseja, se tem sede, se tem fome, será se os grandes poetas mentiram pra ela? Roberto Carlos você mentiu? tem uma musica da Ana carolina que ela ama, que fala de amor de uma forma tão devoradora, aquele, do jeitinho que ela sonhou, consome, que faz gritar, que há zelo , um certo tipo de cuidado especifico , que há tesão! não só uma chama ardente mediante a palavras. Ela parou , pensou , pensou . e vai pensar, até encontra, até sentir, até viver, roer, retorcer. GEMER

Loirissima o/

15 de out de 2012

Fase loira da vida *-*






Se eu estou forte, se eu estou caido , Deus me ama! :D

Musiquinha ♥

Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!