26 de abr de 2013

(…) Quero chegar um pouco mais tarde do trabalho, ver você colocando nossa filha pra dormir e contando pra ela baixinho a história de amor mais linda que você conhece. A nossa. Quero que você me olhe com carinho, quero um beijo na testa, um cheirinho no pescoço e um “preparei uma comidinha pra você”. Quero que você pegue a minha mão e que faça meu prato de vez em quando, quero que me mande flores, quero que me mande tomar remédio, quero que me dê bronca e que cuide de mim, assim como eu quero cuidar de você. Quero que você fale de mim pros seus amigos, quero que você conte a nossa história pros outros, quero que todo mundo saiba que você é o homem da minha vida e que eu te amo mais do que tudo no mundo. Quero que você queira a gente, assim como eu quero e vou querer pra sempre.

*--*

11 de abr de 2013


A Desenhista

Ana Larousse

Lembro bem do dia
Em que você chegou
Como quem não ia mais sair

Chá de tangerina
Velhas cartas não abertas
Sala pro chá das seis

Veio como quem vinha me carregar
Mas só tem as mãos a desenhar
Me desenha histórias que eu não caberia
Me atrevo a te inventar

Pode ser porque
Nunca mais será
Como te perder
Se nunca te achei aqui

E foi o desenho de um balão
Colorido com azul de céu
Que escondeu nas minhas malas
Entre os meus vestidos

Quando eu dizia adeus
E só me convida a passear
Mas me manda para além do mar
Me desenha um vôo

E eu espero
Mais que um amor de giz
E pode ser porque

Nunca mais será
É como te perder
Mas nunca te achei aqui
E foi o desenho de um balão

Colorido com azul de céu
Que escondeu nas malas
Eentre os livros e as besteiras
Quando eu dizia adeus

E pode ser porque
Nunca vai chegar
É como te esquecer
E como te esquecer?

PARTA

4 de abr de 2013

Agora é outono, minha preferida entre as quatro estações.


Numa manhã você acorda e precisa de cobertores; tira o ventilador da janela para ver

nuvens que se desmancham, apenas para revelar um frescor azul, como se Deus estivesse bocejando.

Os prédios se alinham como cartões postais, e os botões de rosa se abrem como crianças despertando do sono, Hummm, tão bom, e eu me sinto assim, a menina do olhar de Deus, sentimentos tem me invadido de uma forma inexplicável.

Confesso que até me assunto um pouco, não gosto de nada muito avassalador, senti uma grande diferença quando fui escrever hoje , normalmente escrevo na terceira pessoa e hoje sem muitas duvidas eu tenho uma historia minha pra contar, um relato do meu eu , do meu interior, como atriz principal.

Sinto-me assim: Amada, cuidada e leve, não acredito que seja apenas por um novo relacionamento, não mesmo, mas sinto que é porque tudo está indo para seus devidos lugares, o meu coração, minhas emoções, a insegurança ainda permanece um pouco , normal.. só o tempo é capaz de mudar, e eu terei todo tempo do mundo.

Rir, chorar, chorar de rir, sentir prazer, aliviar a Dor, cantar para viver, viver para cantar, filosofar ficamos assim sentados muitas das vezes Observando as histórias espalhadas pelo ar, contadas em sussurro para que os jardins durmam, e a Lua venha sorrir. Nada concreto descreveria muito bem o que sinto.

Um relacionamento Racional, um sentimento empolgante, é o novo.

O novo sempre dói, trouxeram sim algumas dores, necessidades de escolhas, e que sinceramente não foi fácil, mais veio gritando uma necessidade incansável de ser feliz, junto veio as cores, veio o tom , a harmonia, veio o novo vento, sem tempestades, sem céu nublado,apenas veio como o hálito fresco de Deus, a mudança de estação,As estações me lembram que preciso continuar mudando, e quero mudar porque é o caminho de Deus. Eu tenho mudado a minha vida inteira. Mudei de bebê para criança, de brinquedos macios para brincadeiras com punhais. Virei adolescente para dirigir um carro e usar absorventes, virei trabalhadora para gastar algum dinheiro. Eu me tornarei uma esposa para amar um homem, e uma mãe para amar um filho.

Mudaremos de casa para ficar perto da água, e de novo, para ficar perto das montanhas, e de novo, para ficar perto dos amigos,mudando sempre com meu amor, vivendo nosso amor

até ele morrer e nascer de novo e de novo, como um jardim,alimentado pelas quatro estações, um ciclo de mudanças. Todos têm de mudar, ou morrem, Todos têm de partir, todos têm de partir de casa e voltar, de modo que possam amá-la novamente por razões inteiramente novas.

Quero manter minha mente fértil para as mudanças, de modo que as coisas continuem nascendo em mim, de modo que as coisas continuem a morrer quando chegar a hora de morrer. Quero continuar a me afastar da pessoa que eu era um instante antes, porque a mente existe para descobrir coisas, não para ler a mesma página recorrentemente, ao menos eu acho, com Eduardo isso daria uma bela discussão filosófica, mais não, melhor não, ele sempre me vence nessas coisas da mente.( Entre risos)

Vivo por intermédio de visões, e elas se projetam uns 50 anos, e agora, apenas a um mês e meio, por exemplo, percebi que minhas visões estavam se projetando longe demais, estavam bem além de minha expectativa de vida. Fiquei assustada de pensar nisso, que eu tinha deixado de casar mais cedo ou ter.

Filhos para escrever textos bobos e me dedicar a uma vida sem fundamentos, que tinha aceitado a mentira de que a vida acadêmica precisa ser separada da experiência relacional, como se Deus só quisesse que aprendêssemos ideias cognitivas, como se o coração do homem tivesse sido criado apenas para acelerar com filmes. Não, a vida não pode ser entendida em duas dimensões, como numa página. Ela precisa ser vivida; toda pessoa precisa sair de sua cabeça,precisa se apaixonar, precisa decorar poemas, precisa saltar de pontes para rios(mentira, não precisa. só se quiser), precisa ficar de pé em um deserto e sussurrar

Sonetos sobre o vento que corre.

Nós temos uma história, você e eu, e só uma. Deus definiu os elementos, o cenário, o clímax.

e a solução. Seria um crime não se arriscar, não?

Então Fui. viver, ser feliz.. Mais antes digo,

PARTA

Uma palavra bonita né? Saboreie, salive!

PARTA, tão forte e determinante, da forma que você sonhou que fosse, E você não estará só. Você nunca

Esteve só. Eu entendi, eu nunca estive só, (não é Lumi?) Não se preocupe. Tudo ainda estará lá quando você voltar. Você é quem terá mudado, não se permita chegar a ponta do precipício, é mais difícil resistir ao fato de não se jogar, em fim imagens me descrevem, me sinto assim.

















Se eu estou forte, se eu estou caido , Deus me ama! :D

Musiquinha ♥

Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!