Vanessa e seu vazio Parte 1

19 de mai de 2012



Em uma noite fria de outono, Vanessa estava ali , a espera dele. 
um rapaz que na verdade ela não conhecia muito bem , mais aparentava ser uma porta de escape para
sua crise emocional, vanessa se julga uma menina fria durona, e que ninguém jamais conquistaria seu coração.
e esses pensamentos a perseguiam, será? sera? que eu nunca vou amar alguém?  questionava vanessa em seu momento de solidão, será? será que vai ser sempre assim , eu e eu ? Naquela noite, ela resolveu , gostar de alguém , talvez até amar alguém , Leandro a esperava a uns dias, chamando-a sempre para sair,  ele  não era o tipo de rapaz que ela sonhava em se apaixonar,  Como de fato era ele que estava na frente, ai vamos nós!
Era quase meia- noite quando ele a chamou para dar umas voltas, ela se arrumou em um flash , e saiu ao seu encontro, enquanto mil coisas passavam em sua cabeça, ela estava ali sentada ao lado dele, indo em direção , ao local que ele resolveu leva-la, Ao chegar vanessa se deparou com uma bela casa, com uma lareira acesa, algo totalmente diferente de como ela imaginava, ele estava tão sorridente, tão feliz, parecia que ele havia esperado tanto por aquele momento, vanessa resolveu se desarmar tirar de si , toda proteção de bronze , e se envolver, naquele momento, ele a olhava como se ela fosse a mulher mais linda de todo o mundo, e ela com um olhar vazio, mais ele não notara, ele a beijou  e ela viveu ali , intensos momentos de amor, a unica coisas que ela veio a sentir foi que os braços dele, parecia o encaixe ideal para seu corpo, ele tinha sede dela,    a beijava sem parar, como se tudo ali fosse exclusivamente preparado, projetado , planejado, os beijos eram perfeitos, os abraços não se falam , os olhares que trocavam , se encaixavam , vanessa com seu vazio , e ele transbordante de amor,  que não notava que talvez assim como tudo iniciou em frente aquela lareira, ali também poderia terminar.
- Me abraça disse ela, suspirando.
O calor da lareira esquentava os corpos em um noite fria, os vidros próximos, se embaçaram , beijos, e mais beijos, abraços e mais abraços, até que o telefone de vanessa tocou, já era muito tarde e ela tinha de ir para casa. 
e vanessa continuou com seu vazio , ela não pode dizer que não viveu o momento, mais a unica coisas que ela iria sentir falta, era o seu abraço, talvez em algumas horas,  pudera ela não se recordar mais de seus beijos, nem de seus toques, muito menos do calor da lareira, mais ela se lembraria por toda noite, do encaixe perfeito de seu abraço! 

ele a levou para casa, parecia que todas as suas expectativas não haviam se preenchido, mais era o que ela podia oferecer, a ele  e a si própria

E sabe o que eu , escritora penso de tudo isso , enquanto não se encontra o real amor, meros sentimentos é como segurar areia, vaza rápido de nossos dedos, e continuam deixando a sensação de vazio. 
Será se ele vai se apaixonar? será se ela vai pensar nele ao chegar em casa? .ainda não sei. mais te conto no próximo capitulo! 

2 comentários:

Rosa Soares disse...

Perfeito <3

Rosa Soares disse...

Vanessa explica a história de muitas mulheres que andam por aí, procurando amor e se iludindo com sentimentos passageiros, com beijos e paixões de uma noite.
Espero pelo próximo capítulo com muito ânimo e curiosidade. Bjos e bao semana.

http://www.soentrenosmulheres.co.cc/







Se eu estou forte, se eu estou caido , Deus me ama! :D

Musiquinha ♥

Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!